A Primeira Papinha

Não tem melhor saúde para seu bebê do que ficar com uso exclusivo do leite materno até os 6 meses.

Quando começar

A partir dos 6 meses de idade se inicia a primeira papinha salgada na alimentação do bebê que consiste num purê de verduras com frango.

A pediatra me ajudou muito, mas a maior parte das informações e dicas, encontrei em diversos sites. Até que encontrei um e-book que me deu muito mais que dicas e receitas, e consegui passar por essa fase muito bem.

Se você deseja conhecer mais do universo de como nutrir verdadeiramente seu bebê e se me permite ajudá-la (lo) a construir uma relação saudável e harmoniosa com a comida para toda a vida do seu bebê, clique para ter muitas informações sobre a introdução alimentar.

E se o bebê não gostar?

Tem os bebês que não gostam da textura, ou do cadeirão, ou do sabor, ou simplesmente ainda não se acostumaram com todas essas mudanças. É necessário muita paciência e tentar entender o que está incomodando o bebê.

Tem pediatra que diz que o bebê tem de se habituar a comer os legumes porque a papa deixa a criança mais preguiçosa para mastigar e não aprende a saborear cada legume ou fruta.

Eu particularmente, fiz um pouco de tudo. Teve papinha de fruta, teve fruta raspadinha, teve pedacinho de fruta, e a mesma coisa com os salgados. Teve papinha, teve sopinha, teve pedacinho de legumes e carne para ficar mordendo.

Não apliquei nenhuma técnica radical, mas sempre tive muita atenção nos meus filhos para entender o que estava funcionando e o que não.

Quando iniciar a fase da diversificação alimentar , seu pediatra pode sugerir como primeiros alimentos creme de legumes. As primeiras papas aconselhadas são as de arroz e/ou milho.

Você pode dar papinha  amassadinha com garfo porque a criança tem que aprender a mastigar dede bebezinho porque se não fica preguiçoso, isso os médicos que falaram.

Sobre minha experiência

Se a mamãe for como eu, que sempre trabalhou fora e, nunca teve tempo para aprender a cozinhar, sugiro pesquisar boas receitas na internet, mas não só as receitas, umas que venham com a explicação detalhada de como fazer, porque é bem difícil para quem não sabe nada…

Eu passei por alguns dias de sufoco, não sabia nem a temperatura certa para dar a papinha. Hoje já não me aperto tanto, porque além dos meus filhos já estarem maiores, aquele medo de errar já acabou.

Se erra uma vez, conserta na próxima. É assim que penso, claro que a primeira preocupação é com a segurança da criança, seja pela alergia, ou engasgo, ou queimadura.

Digo isso referente a combinação de sabores, temperos, quantidade etc.

Veja o depoimento abaixo:

“Tenho um bebe de 7 meses e meio, ele mamou exclusivamente no peito até os 5 meses, depois por indicação do pediatra comecei dando suquinhos de laranja lima, depois frutas e agora ela já ta comendo papinha salgada, só que ele não gosta das papinhas de frutas, é um sufoco, qualquer uma que eu faço dou com ele fechando a boca e chorando, já a papinha salgada ele come muito bem!”

Essa mamãe está seguindo direitinho as orientações do pediatra, mas existem dúvidas ainda então mais um motivo para pesquisar e encontrar ajuda de profissionais sobre uma introdução alimentar sem stress.

Anúncios